Abriram uma conta bancária em meu nome, o que faço?

Um dos golpes mais comuns em bancos é abertura de contas bancárias em nome de vítimas desavisadas. Normalmente, a abertura de contas é feita com base em dados vazados ou dados obtidos fraudulentamente das próprias vítimas.

Neste artigo, vamos apontar porque essas contas são abertas, como perceber que houve uma abertura indevida e o que vítimas podem fazer.

Como Abriram uma Conta em meu nome?

Para a abertura de conta bancária, é necessário fornecer ao banco diversas informações e documentos pessoais. Com o avanço tecnológico, Bancos, especialmente os digitais, têm permitido a abertura de conta bancária pela internet. Esse processo muitas vezes pode ser burlado por criminosos, que se utilizam de dados de vítimas obtidos por meio de vazamento de dados e por golpes aplicados pela internet.

Dados Vazados

O vazamento de dados de brasileiros tem sido mais frequente nos últimos anos. O dois maiores registros de vazamento foram descobertos no início de 2021 (Confira a reportagem aqui). Foram mais de 220 milhões de brasileiros que tiveram seus dados divulgados e vendidos.

Esse vazamentos colocaram em risco o sigilo de informações de milhões de pessoas físicas e jurídicas, uma vez que colocaram à disposição do público informações tais como CPF, fotos, fotos de documentos, salário, hábitos de consumo e números de telefone.

Golpes

Além do vazamento de dados, temos golpes cada vez mais sofisticados cujo objetivo é obter informações pessoais de vítimas desapercebidas. Muitas vezes, criminosos, a título de validação de um cadastro ou para a obtenção de um empréstimo falso, solicitam que a vítima preencha os seus dados e envie cópia de documentos.

Com esses documentos em mãos, os criminosos podem abrir uma conta bancária no nome da vítima sem que tenha conhecimento.

Como identificar a abertura da conta bancária:

Para saber se foi aberta uma conta bancária em seu nome, a vítima deve ficar atenta. Muitas vezes instituições financeiras enviam mensagens via SMS, WhatsApp e e-mails sobre a abertura de conta. No caso de e-mails, é importante sempre ter uma senha segura para evitar que o criminoso entre na conta e exclua o e-mail recebido do banco. Para saber se houve vazamento dos dados de seu e-mail, confira este site (https://haveibeenpwned.com/).

Além disso, você pode conferir indícios de que o seu e-mail foi hackeado.

No site Registrato do Banco Central, qualquer cidadão pode pesquisar as contas bancárias e dívidas registradas em seu nome.

Basta fazer o login ou criar uma conta:

Depois, clique em Consultar, conforme a imagem abaixo:

Por fim, deve-se clicar em gerar relatório:

Outra forma de tomar conhecimento de uso indevido de seus dados no sistema financeiro é pela plataforma Serasa. Nela, é necessário fazer um cadastro e as informações de crédito e empréstimo são disponibilizadas gratuitamente.

É possível também se inscrever no serviço Serasa Antifraude, que é pago. Nele, os consumidores são notificados, por meio de SMS ou por e-mail quando o CPF é consultado por instituições bancárias e empresas. Essas consultas costumam ser feitas quando o CPF de alguém é utilizado em uma compra, para a concessão de empréstimo ou para a abertura de uma empresa.

Por que alguém abre uma conta bancária em nome de outra pessoa?

Uma conta fraudulenta pode ser utilizada para diversos fins, dentre os mais comuns estão empréstimos em nome de vítimas (inclusive com antecipação de FGTS) e movimentação de dinheiro de golpes virtuais.

Muitas vezes, o criminoso virtual não quer depositar o dinheiro do crime em seu nome. Por isso, ele se utiliza de contas bancárias fraudulentas ou de laranjas para receber os valores. Vítimas cujas contas bancárias foram utilizadas nesse processo, podem receber intimações policiais para esclarecer o recebimento dos valores ilícitos.

Confira o que fazer quando receber uma intimação policial.

O que fazer quando é aberta uma conta bancária em seu nome:

O primeiro passo após identificar uma utilização suspeita de seus dados é entrar em contato com a instituição financeira. Nunca acesse links suspeitos.

Essa ligação deve ser feita ao SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor) do banco em que houve a movimentação suspeita. É recomendado que se solicite o bloqueio imediato de acessos a essa conta; bem como dados de registro da conta, como número e agência, e cópia do extrato detalhado para verificar transações realizadas.

Deve-se, também, solicitar a lavratura de boletim de ocorrência confira aqui como abrir um boletim de ocorrência online.

Por fim, pode ser recomendada a atuação de um advogado, especialmente em casos em que a conta bancária foi utilizada na prática de crimes. No caso de empréstimos feitos fraudulentamente no nome da vítima, um advogado civilista pode solicitar o cancelamento das dívidas na justiça.

Thaís Pinheiro , Advogada Criminalista.

Alessandra Lima, estagiária de direito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.